Conheça a história do aço

por Firsteel
História do aço

A história do aço iniciou há muitos anos e, ao longo do tempo, ele tem se mantido como um material de uso frequente e extremamente importante em diversos setores, devido às suas características e vantagens de aplicação. 

O seu destaque é evidente na construção civil, onde é utilizado para erguer prédios, na fabricação de equipamentos e na execução de obras rodoviárias e ferroviárias. Para conferir mais informações sobre a origem desse componente, as suas aplicações e a sua importância, continue a leitura deste material e descubra!

Conheça a história do aço 

Este material surgiu a partir da descoberta do ferro, cerca de 4.500 anos atrás. Nessa época, o ferro era utilizado para fazer armas e diversas outras ferramentas, principalmente devido à sua maior resistência em comparação ao bronze.

Há estudos sobre a origem do ferro, que indicam que as tribos nômades nos desertos da Ásia Menor (extremo oeste da Ásia) recolhiam o ferro metálico encontrado em meteoritos. Também existem registros de que foram encontrados depósitos de ferro na região da Groenlândia.

No entanto, outras pesquisas mostram que o ferro teria sido descoberto por volta de 6.000 a 4.000 a.C., quando pedras de minério estavam protegendo uma fogueira e, devido ao calor, elas derreteram e formaram pequenas bolas brilhantes. Nessa época, o ferro era considerado um metal precioso, pois era difícil de ser obtido.

Em 1856, o engenheiro metalúrgico inglês Henry Bessemer desenvolveu um processo para reduzir o teor de carbono presente no ferro e descobriu como transformá-lo no aço resistente que conhecemos atualmente, conforme mencionado no tópico anterior.

No século XIX, foram desenvolvidos fornos que permitiam corrigir as impurezas do ferro e adicionar propriedades para resistência ao desgaste, ao impacto, à corrosão, entre outras, tornando o aço cada vez mais resistente ao longo dos anos.

Dessa forma, o aço tornou- se a matéria-prima principal de diversas indústrias, principalmente devido ao seu baixo custo, representando cerca de 90% de todos os metais consumidos na indústria.

O aço vindo da era do ferro

Os altos-fornos foram utilizados pela primeira vez pelos chineses no século 6 a.C. e tornaram-se amplamente utilizados na Europa durante a Idade Média, aumentando a produção de ferro fundido. 

Com temperaturas elevadas, o ferro absorve carbono, reduzindo o ponto de fusão do metal e resultando em ferro fundido (com teor de carbono de 2,5% a 4,5%). Embora o ferro fundido seja forte, ele sofre de fragilidade devido ao alto teor de carbono, tornando-o inadequado para trabalhar e moldar.

Assim, na metalurgia, começaram a ser feitas experimentações com novos métodos para reduzir o teor de carbono e tornar o ferro mais viável. No final do século XVIII, os “iron makers” aprenderam a transformar ferro-gusa fundido em um ferro de baixo teor de carbono forjado usando fornos de empoçamento (desenvolvidos por Henry Cort em 1784). 

À medida que o teor de carbono diminui, o ponto de fusão do ferro aumenta, fazendo com que as massas de ferro se aglomerem na fornalha. Elas eram removidas e trabalhadas com um martelo forjado pelo puddler antes de serem enroladas em folhas ou trilhos.

O aço blister

Em 1860, havia mais de 3.000 fornos de empoçamento na Grã-Bretanha, mas o processo ainda era prejudicado pela necessidade de mão de obra. Uma das primeiras formas de aço foi o aço blister, cuja produção teve início na Alemanha e na Inglaterra no século XVII. 

Esse aço era produzido aumentando-se o teor de carbono no ferro fundido por meio de um processo conhecido como cimentação. Barras de ferro forjado eram colocadas em camadas com carvão em pó em caixas de pedra e aquecidas. Após cerca de uma semana, o ferro absorvia o carbono do carvão vegetal. 

O aquecimento repetido distribuía uniformemente o carbono e o resultado, após o resfriamento, era o aço blister. O teor de carbono mais elevado garantia um aço blister muito mais viável do que o ferro-gusa, permitindo que ele fosse prensado ou laminado.

A produção de aço blister avançou na década de 1740, quando o relojoeiro inglês Benjamin Huntsman, ao tentar desenvolver um aço de alta qualidade para as molas de relógio, descobriu que o metal podia ser fundido em cadinhos de barro e refinado com um fluxo especial para remover a escória deixada pelo processo de cimentação. O resultado foi o cadinho ou aço fundido. No entanto, devido ao custo de produção, tanto o aço blister quanto o aço fundido foram usados apenas em aplicações especiais.

Qual é a importância do aço e suas aplicações?

O aço produz itens extremamente resistentes e que não passam pelo processo de corrosão, também conhecida como ferrugem. Além disso, ele pode estar presente em inúmeras aplicações, proporcionando mais facilidade de manuseio e execução de projetos e sistemas industriais.

O aço pode ser encontrado em vários setores da economia. Veja alguns exemplos:

  • Engenharia/construção civil: se destaca devido à sua facilidade de moldagem, permitindo atender as mais diversas necessidades construtivas e arquitetônicas. Além disso, o aço apresenta um peso mais leve em comparação às estruturas de concreto armado.
  • Indústrias de máquinas: o setor consome frequentemente vários tipos de aço, incluindo chapas de diferentes espessuras, para a fabricação das carcaças das máquinas.
  • Transportes: é amplamente utilizado na construção de ferrovias, trens, embarcações, aviões e automóveis.
  • Ferramentas e utensílios: está presente em itens domésticos do dia a dia, como facas, garfos, colheres, panelas, mesas, portões, parafusos, chaves de fenda, entre outros.

Leia mais:

Conheça 4 aplicações do tubo de aço inox

Veja 3 aplicações da barra de aço inox

Curiosidade sobre o aço 

A foto a seguir é de Charles C. Ebbets feita em 1932. Trata-se de uma das imagens mais icônicas do século XX, que retrata o almoço dos operários em um arranha-céu de 69 andares, em Nova York. 

O registro tem mais de 90 anos e mostra o momento de descanso dos trabalhadores sem segurança aparente. Confira:

EZYbzP6WAAADde6


Aço de qualidade é com a Firsteel

Acesse o site e confira as opções que estão disponíveis.

Deixe um comentário

Este site utiliza cookies próprios e de terceiros por forma a garantir o seu bom funcionamento, efetuando uma análise de navegação, disponibilizando conteúdo útil em consideração os seus interesses e personalização de serviços Aceitar Política de Cookies